logo-3

Raças de Gatos

Share

Abissínio

Histórico: Não se sabe a sua origem exata. Seria proveniente da Etiópia, antigamente chamada de Abissínia, origem do seu nome. Pela semelhança com o gato sagrado do antigo Egito, existem estórias de que essa raça tenha surgido às margens do Nilo.
O primeiro Abissínio, trazido da Etiópia, teria chegado à Inglaterra em 1868 e o desenvolvimento da raça começou nos EUA em meados de 1910. Essa raça quase desapareceu na década de 60, devido a uma epidemia de Leucose Felina.
Comportamento: Inteligente, aprende com facilidade o que lhe é ensinado. Afetuoso e destemido, está sempre disposto a brincadeiras; dócil, convive pacificamente com outros animais domésticos. Geralmente mia pouco e adora brincar com água.

Características físicas: Semelhante a um mini puma: corpo médio longo, elegante, firme, flexível, musculoso, esbelto. Cauda longa e afilada na ponta; cabeça em forma de cunha; orelhas grandes, largas e separadas, com pontas arredondadas e com pelagem interna. Olhos expressivos, ligeiramente amendoados e bem separados; a cor dos olhos tem que ser intensas: amarelo ouro, verde ou âmbar. Pelagem curta, de textura fina e suave.

Cuidados e higiene: Não requerem maiores cuidados: limpeza das orelhas, corte de unhas e escovações semanais.

 


--------------------------------------------------------------------------------

BENGAL AMICAT´SBengal

Histórico: Em 1963, Jean Sugden Mill comprou um leopardo asiático, uma fêmea de felino selvagem do porte de um gato e colocou-a com um gato doméstico.
Eles produziram um filhote híbrido que, por sua vez,  também produziu uma ninhada. Na época, o pesquisador Willard Centerwall cruzava essas duas espécies para isolar o gene que os tornava imunes à Leucemia Felina.
O Bengal pode se tornar ainda mais parecido com o leopardo asiático, como pede o atual padrão oficial. Jean explica que "alguns dos atributos são difíceis de obter, como as orelhas pequenas e arredondadas, as marcações com contraste acentuado e as pintas com alinhamento horizontal e aleatório".

Comportamento: Parece com um mini-leopardo dócil, chamado de “selvagem doméstico”, inteligente e obediente, uma de sua principal caracterísitca é a mansuetude, o quesito docilidade 'in extrems" tem sido a conduta dos principais criadores da raça. Além de hábil caçador, pescador e escalador, gosta de brincar com água e locomove-se com graça e elegância.

Características físicas: Tem a pelagem de marcação exótica, com a presença de spots, rosetas ou listras horizontais. Pelagem curta e de textura macia ao toque também apresenta um reflexo dourado (no caso do brown spotted tabby) ou prateado (no caso do silver spotted tabby) que é conhecido como glitter. Barriga esbranquiçada ou de tonalidadebem mais clara que a pelagem do corpo e é obrigatória a presença de pintas.

Cuidados e higiene: São bastante rústicos, bem resistente a doenças, de fácil manutenção por ter pêlo curto, não precisando ser escovado todos os dias; necessita apenas de um banho a cada 30 dias e a limpeza dos ouvidos, dentes e unhas.

  SmileFILHOTES DE BENGAL A VENDA


--------------------------------------------------------------------------------

Brasileiro Real

Histórico: O Brasileiro  Real é  fruto de um  projeto da Federação Brasileira do Gato (FBG) para a criação do Pêlo Curto Brasileiro, durante o período de sua associação com a WCF (World Cat Federation), que culminou no seu reconhecimento, em 1998, como Brazilian Shorthair. Raça descende de gatos de rua, origem miscigenada. Através de insistente seleção, a morfologia da raça foi projetada como intermediária entre os tipos European e Oriental, não exatamente parecido com eles, mas permite similaridades com raças portadoras de pelagem curta e rabo comprido.

Comportamento: Ágil, curioso, engraçado, amoroso, vive entre nossos pés, nos fazendo tropeçar neles.

Características físicas: Com boa estrutura óssea, elegante e delgado, pesado para a aparência, temperamento bom e amigável. Orelhas grandes e largas desde a base, viradas para frente. Olhos grandes, ligeiramente ovalados (cor varia do dourado ao cobre). Pernas elegantes, patas delicadas nas fêmeas e maiores nos machos (5 dedos na frente e 4 atrás), cauda longa e afinando até a ponta.

Característica marcante: dimorfismo sexual (machos crescem e encorpam entre 2 e 3 anos, diferenciando-se das fêmeas, bem menores).

Cuidados e higiene: Normais: boa alimentação e vacinas regulares.

 


--------------------------------------------------------------------------------

British Shorthair

Histórico: Talvez seja a raça mais antiga da Inglaterra, pois o British Shorthair preto era o gato mais popular das exposições de gatos no Cristal Palace, em Londres, no fim do século XIX. A raça é descendente de gatos domésticos que desembarcaram em solo britânico há 2 mil anos, junto com o Exército Romano. Os ingleses os chamam de “Teddy-Bear Cats” (gatos ursinhos-de-pelúcia) e, no Brasil, os primeiros exemplares foram importados por criadores paulistas.

Comportamento: Excelente companheiro para a família, amistoso e recatado, adora brincar com crianças e até mesmo com cães. Ágil e veloz caçador, manso, calmo, dócil e companheiro, porém, independente e esperto, não gosta de permanecer no colo.

Características físicas: É robusto, com musculatura forte, cabeça é redonda e o focinho também. A pelagem é densa, firme e suave. Machos e fêmeas são facilmente distinguidos pela aparência: fêmeas são mais delicadas e não apresentam cabeça tão desenvolvida quanto os machos.
Há 3 anos foi reconhecida a variedade de pêlo semilongo, que se chama de British Longhair.

Cuidados e higiene: Não admite bandeja sanitária suja, é até capaz de chamar a atenção para a limpeza de seu banheiro. São resistentes e de fácil manutenção: não suscetíveis a
doenças e raramente contraem infecções no trato respiratório, fungos, etc. Requer escovação para retirada do excesso de pêlo.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Burmilla

Histórico: Raça foi originada na Grã-Bretanha, em 1981, cujos ancestrais são as raças Burmês e Persa Chinchilla. Reconhecido como raça pela Cat Association of Britain em novembro de 1983.

Comportamento: Ativo e amistoso. Extremamente afetuoso e de caráter inquestionável, é um gato de personalidade sedutora, que faz dele um verdadeiro membro da família. É dotado de grande inteligência. Portas, por exemplo, jamais serão problemas para um exemplar de Burmilla determinado, para quem  tudo sempre se torna uma grande brincadeira.

Características físicas: Peso surpreendente para seu tamanho (de 4 a 7 quilos), ossatura substancial, musculatura bem desenvolvida e forte. Porte médio. Cabeça de tamanho médio, arredondada. Face larga, mas se afinando em um triângulo curto e atenuado. Nas formas prateada e dourada, com tipping ou sombreado na pelagem. Olhos ligeiramente oblíquos em relação ao nariz, pescoço curto e bem desenvolvido. Patas traseiras ligeiramente mais longas do que a dianteira.Cauda semilonga ou longa, de espessura média, afinando até a ponta arredondada. O pêlo é curto, denso e muito macio, com algumas malhas de tom escuro.

Cores: sombreado-lilás, sombreado-chocolate, sombreado-marrom, além das cores do seu progenitor, o Birmanês. Fêmeas são geralmente menores que os machos.

Cuidados e higiene: Escovação; praticamente não tem queda de pêlos. De cuidados fáceis.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Cornish Rex

Histórico: O primeiro exemplar nasceu em 1950, numa fazenda na Cornualha, Península da Grã-Bretanha, origem do nome Cornish. Para conservar a mutação, combinou-se o cruzamento com Siameses, British Shorthair e Burmese. Em 1957, iniciaram-se nos EUA, cruzamentos com Siameses e Orientais, resultando em um tipo de cabeça ovóide, ao passo que o exemplar inglês é mais pesado e a cabeça mais triangular do que longa. A raça é muito apreciada nos EUA e na Europa.

Comportamento: Vivo, agitado, acrobata e muito brincalhão. De bom humor, é sociável até com os cães e detesta a solidão. Afetuoso e sensível é companheiro e carinhoso. Seu miado é estridente.

Características físicas: Tamanho médio, tipo longilíneo, com 2,5 a 4,5 quilos. Dorso arqueado, ossatura fina, bigodes, sobrancelhas e pêlos encaracolados. Orelhas grandes, cônicas, largas na base, inseridas no alto da cabeça e com extremidades arredondadas. Cabeça cuneiforme, crânio e olhos em forma de ovo, cor em conformidade com o manto, patas longas e retas, pés pequenos e ovais. Cauda longa e  fina. Pêlos curtos, encaracolados em ondulações por todo o corpo. Todas as cores são reconhecidas. A variedade do tipo Siamês é chamada Si-Rex.

Cuidados e higiene: Quanto aos cuidados, convém uma escovação semanal. Praticamente não existe troca de pêlo.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Exótico

EXOTIC AmicatsHistórico: Surgiu nos EUA na década de 60, do cruzamento de Persas com gatos de pêlo curto. A intenção era obter um gato que tivesse o temperamento e tipo de um gato Persa, só que com uma pelagem de mais fácil manejo.

Comportamento: Ativo, meigo, dócil, inteligente, extremamente carinhoso e brincalhão. Adora ficar no colo e é muito afetivo também com crianças. Com personalidade amistosa e silenciosa, os exemplares desta raça são como os cães: apegam-se ao dono e os seguem pela casa toda. Têm a natureza terna, quieta e afetuosa. Raramente miam, são calmos e leais.

Características físicas: Pode ser confundido com o Persa, pois é um verdadeiro Persa de pêlo curto e cara achatada. Trata-se de um gato pesado (em média, entre 4 e 6 quilos), compacto, de ossatura forte, cabeça grande e redonda, olhos redondos e grandes bem espaçados, orelhas pequenas, arredondadas e posicionadas bem separadas, patas curtas e fortes, cauda curta e arredondada na ponta, pelagem sedosa. O charme é o narizinho “botão” colocado entre os olhos grandes, redondos e de cor intensa. Encontrado em todas as cores e padronagens, num total de 95 variedades.

Cuidados e higiene: Pelagem fácil de cuidar. Uma boa escovada 2 vezes por semana, limpeza de ouvido e banhos quinzenais são suficientes.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Himalaia

Histórico: Himalaia ou Himalaio, os dois termos estão corretos. Algumas Federações os consideram como Persas Colorpoint (pontas coloridas) e foram desenvolvidos na década de 50, a partir do acasalamento de exemplares de Persas e Siameses.

Os exemplares obtidos eram de pêlo curto portando o gene de colorpoint. O próximo trabalho foi acasalar os descendentes para se obter gatos com pêlo longo portadores do gene de colorpoints. Os exemplares foram cruzados até se obter os ponteados de pêlo longo e o próximo passo foi conseguir o reconhecimento da raça pelas Federações Internacionais.

Em 1957, Brian Stearling conseguiu o registro junto a GCCF (Governing Concil of the Cat Fancy) como Longhair Colorpoint e a CFA (Cat Fanciers Association) o reconheceu como Himalayan. Os criadores começaram a só acasalar entre si os colorpoints obtidos, resultando ponteados de nariz muito comprido. Como o objetivo era a obtenção de gatos ponteados com o padrão de Persas, começou a partir de 1970 o trabalho de aproximá-los mais do padrão Persa.

Comportamento: São dóceis, silenciosos e caseiros. Carinhosos, adoram colo.

Características físicas: Nariz achatado,  peso entre  3,5 a 6 quilos e pelagem longa, exuberante, brilhante e cheia, de textura macia e sedosa, com o corpo claro e as extremidades coloridas. Olhos azuis, grandes, redondos, com expressão doce. Orelhas pequenas, redondas, corpo compacto e pernas curtas e grossas.

Cuidados e higiene: Escovação freqüente para evitar a formação de nós. Recomenda-se banhos quinzenais, mas, se o exemplar tiver pelagem muito clara, reduza para semanais.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Maine Coon

MAINE COON AMICATSHistórico: Sua origem é mesclada de lendas: teve seu primeiro registro no Maine, leste dos EUA, em 1861; uma das muitas estórias diz que a origem estaria em seis gatos que Maria Antonieta enviou para Maine, quando fugia da Revolução Francesa. Outra diz que surgiu do cruzamento de gatos selvagens da floresta com guaxinins; e outra que é o resultado de gatos americanos de pêlos curtos com raças de pêlos longos de origem européia.

SmileFILHOTES DE MAINE COON A VENDA  

 

TV PETCLUBE MAINE COON GATO GIGANTE
krGN-GGDuug

 

Comportamento: Raça adora água (quando chove, vai para o quintal tomar chuva!); é calma, dócil e tranqüila; inteligente, apegada aos donos, amável e receptiva; está sempre perto dos humanos. Amorosos, quase não miam, praticamente ‘falam’, abrem a maçaneta das portas e dormem em locais inusitados, adoram altura.

Características físicas: Os maiores felinos domésticos; podem atingir 1,20m de comprimento (do focinho à cauda) e até 11 quilos; raça mais indicada para quem gosta de cães, por se assemelhar mais a eles, permitindo até o uso de coleira. Cor dos olhos varia em tonalidades de verde, cobre e dourado. Olhos ovais que lhes dão um ar selvagem, orelhas grandes posicionadas no alto da cabeça, compridas e com pêlos nas pontas (chamados lynx tips), focinho quadrado e queixo profundo. Têm pêlo semi longo e ligeiramente impermeável; são musculosos e muito fortes.

Cuidados e higiene: A escovação na pelagem pode ser feita uma vez por semana, para mantê-la sempre brilhante e bem-cuidada. Se acostumados desde pequenos, podem tomar banho em casa. É necessário cuidar da cauda, devido à oleosidade.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Munchkin

Histórico: Munchkin, em inglês, significa pessoa muito pequena ou criança. Há registros de gatos de patas curtas anteriores à II Guerra Mundial, na Rússia, Alemanha e Grã-Bretanha. Pelo hábito de se sentarem nas patas traseiras como cangurus, ficaram conhecidos, nos anos 50,  como “gatos canguru de Estalingrado” (Stalingrad kangaroo cat). Desaparecida na Europa, a raça foi redescoberta em Rayville, Louisiana, nos EUA, por Sandra Hochenedel, década de 80, que encontrou uma fêmea grávida e notou que era diferente dos gatos que já tinha visto, seus movimentos corporais lembravam os de ferrets. A gata desapareceu, mas a herança genética dos Munchkins conservou-se nos filhotes dados para a amiga Kaye LaFrance.

Comportamento: Se comporta como eterno filhote, brincalhão e carinhoso, de temperamento alegre e sociável. Indicado para apartamentos, pois as pernas curtas dificultam o acesso às janelas e sacadas.

Características físicas: Possui pernas com 1/3 do tamanho normal e semelhança com o cão Basset, o que o torna conhecido também  como “gato basset”. Olhos em formato de noz (a cor dos olhos deve combinar com a pelagem), com expressão aberta e alegre. Pelagem brilhosa e em  todas as cores: sólidos, bicolores, ponteados, mitted, tabbys e nas variedades: long e short hair.

Cuidados e higiene: Mesma manutenção dispensada às raças de pêlo curto e longo.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Oriental

Histórico: Originário da Tailândia, só difere do Siamês pelas cores da pelagem e dos olhos. Para alguns, o Oriental seria o original e o Siamês um Oriental Colour point, uma variedade da raça, que foi reconhecida em 1972 pela CFA (Cat Fanciers Association) e recebeu o nome de Oriental Shorthair.
Foi desenvolvido na Inglaterra nos anos 50, a partir do standard do Siamês, que já na época pedia um gato longilíneo. No Brasil, foi introduzido em 1981 pelos franceses Gérard e Chantal Prunet, do Gatil de Khêpri.

Comportamento: Com a mesma elegância e porte de seu parente Siamês, é vivo e enérgico, com intensa curiosidade e uma rotina movimentada. Com inteligência acima da média, a raça é apegada aos donos, sociável, interativa e adaptável a crianças, outros gatos e cães dóceis.

Características físicas: O pêlo é fino, curto, denso, sedoso e deitado. As gatas da raça apresentam precocidade sexual desde os 9 meses. Corpo longo, esbelto, musculatura firme, pêlo fino e muito curto, pescoço e rabo longos e finos. Cabeça de cunha longa em formato triangular, crânio e nariz formando uma única linha reta, queixo forte, alto do crânio arredondado, Orelhas grandes, abertas e largas na base, olhos amendoados e inclinados em direção à base externa das orelhas. Todo Oriental tem a cor dos olhos verdes, menos o White, ele pode ter os dois olhos azuis, os dois olhos verdes ou um olho azul e outro verde (odd eyes).

Cuidados e higiene: Não exige cuidados específicos.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Persas

Histórico: A raça é certamente a que tem mais exemplares com Certificado de Pedigree no mundo. Os primeiros Persas chegaram à Europa em meados do Século XVI e logo caíram nas graças da nobreza.
A origem é antiga, mas a raça só foi conhecida na Europa por volta de 1590. No século XVII, um viajante italiano, Pietro Della Valle, levou até a Itália alguns exemplares. Ele levou só gatos da província de Chorazan, na antiga Pérsia, atual Irã. Na primeira metade do século XIX, vários Persas criados na Itália foram trazidos para França e Inglaterra, onde cruzaram com Persas de ascendência turca, marcando então o nascimento do moderno Persa. Em 1871, um programa de criação foi organizado por criadores ingleses. No início, foram cruzados com Angorás, o que deu ao Persa a qualidade do pêlo.

Comportamento: Calmo, tranqüilo, carinhoso, companheiro, dorminhoco, apegado ao dono, gosta de afagos e de colo. Quase não mia, é charmoso e dependente, estritamente doméstico. Brincalhão, afetuoso, convive bem com gatos e com cães.

Características físicas: A mais marcante é o fato de ser brevilínea e braquicefálica (carinha achatada). Cabeça arredondada, orelhas pequenas, ossos pesados, pernas curtas, cauda curta e expressão cativante.

Cuidados e higiene: Pelos pêlos longos, é aconselhável a escovação diária e, para a lacrimejação, usar um chumaço de algodão embebido em água morna ou soro. Mantenha os ouvidos limpos e cuidado para não entrar água no canal auditivo durante o banho.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Pixie Bob

Histórico: Raça tem um passado cheio de mitos e estórias. Acredita-se que tenha nascido de cruzamentos entre Bobcats, felino selvagem da América do Norte, e gatos domésticos. Em 1985, em região montanhosa de Washington, nos EUA, um Bobcat foi visto no que parecia ser uma luta com uma gata de celeiro polidáctila (com dedos extras nas patas). Os donos da gata tentaram “salvá-la”, separando-os e dela nasceu uma ninhada cujos filhotes tinham características que os diferiam dos gatos domésticos. A aparência facial lembra a do Bobcat e cerca de 50% dos Pixies são polidáctilos.

Comportamento: Aparência é de um gato selvagem, mas é caseiro; manso. É um amigão, gosta de brincar e “conversar”. São ‘cães em pele de gato’: fiéis aos donos, aceitam com facilidade andar de coleira, adoram passeios de carro e colo.

Características físicas: Reconhecido pelo rabo encurtado, metade dos filhotes nasce com 5 dedos e pode acontecer de ter 7 em cada pata. Ao toque, é o pêlo de um gato selvagem, a pelagem da barriga e do final da cauda é maior que a do resto do corpo. Pode ter pêlo longo ou curto e apresenta sub-pêlo bastante macio.

Cuidados e higiene: Não exige cuidados específicos.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Ragdoll

RAGDOLL AmicatsHistórico: Ragdoll, traduzido para o português, é “boneca de pano” ou “boneca de trapos”; é bem essa a impressão que ele passa ao se derreter lânguido nos braços de quem confia. A história da raça começa no início da década de 60, em Riverside, na Califórnia, com Ann Baker e com uma gata branca e peluda, que se alimentava na casa da vizinha  e passou a ter suas ninhadas na varanda dela. Os filhotes passaram a ter contato com pessoas, tornando-se muito mansos. Ann se interessou por eles e começou sua criação de Ragdolls, reconhecida pela NCFA (National Cat Fanciers Association) no ano de1965. A raça foi introduzida no Brasil em 1998.

Comportamento: Sociável e extremamente manso, é comum dormir de barriga para cima, com os braços pendentes, em qualquer lugar ou no colo de qualquer pessoa. Meigos, dóceis e brincalhões, recebem as visitas da melhor forma possível.

Características físicas: Físico grande e imponente, com extremidades sombreadas, a cor dos olhos é sempre azul. Confundidos com bichinhos de pelúcia, pelagem é como a de coelho: fofa e sedosa.

Cuidados e higiene: Têm pêlos moderadamente longos e muito sedosos, não requerem banhos e nem escovações muito freqüentes.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Russian Blue

Histórico: Há muitas lendas e histórias, mas a mais defendida é a de que o Azul da Rússia é natural das Ilhas Arcangel, no norte da Rússia e era comercializado por marinheiros com destino à Inglaterra. Foi chamado de Gato de Arcangel, Foreing Blue e Gato Maltês. Talvez descendam do Gato Real dos Czares da Rússia e foram os favoritos da Rainha Vitória. Nascido do cruzamento de gatos da mesma raça, é uma espécie genuína que foi apurada ao longo de anos.

Comportamento: Elegante e companheiro, é um gato exótico de pêlo curto. É tão tranqüilo, dócil e silencioso, que fica difícil perceber quando uma fêmea está no cio. É calmo, tem um miado gracioso que o torna um encantador de corações.

Características físicas: Focinho em V, o formato dos cantos da boca lhe dá a expressão de um sorriso doce, orelhas pontudas e estreitas na base, recobertas por uma pele fina e quase transparente; a cor da pelagem varia do cinza ao azul, com pêlos densos, corpo longilíneo, pescoço fino e ligeiramente curvado. Excelente caçador, embora o comprimento das patas às vezes atrapalhe. O que o distingue de outras raças com características semelhantes é o manto triplo e a pelagem felpuda, unicamente azul com as pontas dos pêlos prateada, que lhe confere um aspecto brilhante e lustroso.

Cuidados e higiene: Ao contrário dos gatos “peludos”, esta raça perde pouco pêlo e não necessita de grandes especiais.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Sagrado da Birmânia

Histórico: Há diferentes versões de sua origem: uma delas versões diz que o Sagrado descende de Sita, um gato transportado de um templo de Mianmar (antiga Birmânia) para a França em 1919, por August Pavie e o Major Russell Gordon. Outra versão é de que o gato teria sido enviado como presente para os Khmers em agradecimento à proteção dos templos durante os ataques dos brâmanes (sacerdotes hindus).
A raça chegou aos EUA em 1959; à Inglaterra em 1965 e ao Brasil  nos anos 70, trazida pelo alemão, Gunther Holderer.

Comportamento: Também chamado Birman, tem temperamento dócil, carinhoso e é excelente companhia. É extremamente inteligente e, para pedir carinho ou atenção, costuma mordiscar o calcanhar do dono.

Características físicas: Porte médio, pêlos ponteados, olhos azuis-safira e os extremos das patas brancos como se usasse luvas.

Cuidados e higiene: Possui pêlos semi-longos que não precisam ser escovados com freqüência, pois não são propícios ao aparecimento de nós. Saúde forte.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Savannah

Histórico: O crédito da raça é geralmente atribuído a Joyce Sroufe, do Gatil A1 Savannahs, que, além de conseguir produzir gatos híbridos, foi a primeira a conseguir trabalhar as gerações seguintes e produzir machos férteis após a quarta geração. Em 1997, ela apresentou a raça na exposição de Westchester, NY, que vem sendo trabalhada desde 1994.

Comportamento: Adora brincar com o dono e pode ser treinado para andar em coleira ou pegar brinquedos que são arremessados, como os cães. Bastante sociável, se dá bem com crianças e com outros pets, adora brincar com água, é muito dócil, bastante ativo e companheiro.

Características físicas: Com porte avantajado, a elegância no andar o diferencia de outras raças e é considerada a maior raça de gatos híbridos do mundo, originada do cruzamento do Serval Africano com gatos domésticos. Seu tamanho depende da geração de distância do Serval: as primeiras gerações são maiores e, após a quarta geração, a raça fica aproximadamente do tamanho de um gato doméstico, mas mantém os membros longos e o aspecto selvagem. Pelagem curta e exótica (fundo dourado, prateado, cinza escuro ou ainda preto sólido) com spots escuros, orelhas grandes e arredondadas, seu pescoço apresenta listras horizontais e possui tear drops: linhas escuras que descem dos cantos mediais dos olhos como se fossem marcas de lágrimas.

Cuidados e higiene: São gatos grandes e de crescimento rápido, que devem ser alimentados com ração de alta qualidade.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Scottish Fold

Histórico: É a única raça felina que se caracteriza pelas orelhas dobradas em direção aos olhos. Nos Estados Unidos, sua criação já faz sucesso. Aqui, está querendo engatinhar. O Scottish Fold apareceu como uma mutação espontânea em gatos de fazenda na Escócia. A raça vem se estabelecendo através de cruzas com o British Shorthair e com gatos domésticos na Escócia e na Inglaterra. Na América, fazem-se cruzamentos com o Americano e com o British Shorthair. Todos os Scottish Fold autênticos devem seu pedigree a Susie, o primeiro gato com orelha dobrada descoberto pelos iniciadores da raça, William e Mary Ross.

Comportamento: Carinhoso, afetuoso e brincalhão, com miado suave e comportamento silencioso, adora a vida familiar. Relaciona-se bem com outros animais, não exige atenção constante do dono.

Características físicas: Orelhas pequenas e dobradas para frente são a característica peculiar, é possível encontrá-los com orelhas dobradas ou eretas (normais). Porte compacto, robusto, pelagem pode ser de 2 tipos: pêlo curto, espesso, denso, como se fosse pelúcia ou semilongo.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Siamês

Histórico: A raça teve origem no antigo Reino do Sião, atual Tailândia, e os primeiros exemplares chegaram à Inglaterra no fim do século XIX. Os primeiros Siameses eram gatos robustos e arredondados que muito diferenciam dos longilíneos de hoje.
O novo padrão foi desenvolvido no fim da década de 40 na Inglaterra e, logo após, nos EUA (anos 1950). O padrão moderno foi introduzido no Brasil ao final dos anos 70 pela criadora Anne Marie Gasnier.

Comportamento: É extremamente dócil, adora ficar no colo e gosta muito do contato com o dono. Isso acontece porque são afetivos e extremamente interativos com os donos e as crianças da casa, além de muito inteligentes. Há relatos de Siameses que aprenderam a usar o vaso sanitário de suas casas.

Características físicas: A principal característica do Siamês é a cor ponteada, ou seja, a intensidade da cor é maior nas pontas (cabeça, patas e cauda) e menor no corpo. Corpo alongado, longilíneo, fino e atlético. Seu pêlo deve ser extremamente curto, denso e fechado. A cor dos olhos deve ser de um profundo azul-cobalto. Cabeça de cunha longa em formato triangular, crânio e nariz formando uma única linha reta, sem stop, alto do crânio arredondado, queixo forte, orelhas largas e abertas.

Cuidados e higiene: Raça muito saudável. Se os exemplares forem mantidos com os cuidados básicos no tocante à vacinação e alimentação, não darão trabalho. O pêlo é bem fininho e macio. O tratamento do pêlo não exige muito, mas uma escovação semanal é imprescindível.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Siberiana

Histórico: Têm o mesmo aspecto rústico dos outros gatos provenientes de florestas. Talvez eles sejam um meio-termo entre os Maine Coons e os Florestas Norueguesas: nem “refinados” quanto estes, tampouco tão “abrutalhados” quanto aqueles. A raça é nova no Brasil e há poucos exemplares.

Comportamento: Muito afetivos, interagem com seus donos e não costumam estranhar visitas. São grandes caçadores e têm uma impulsão pouco comum em outras raças: são brincalhões. Uma das qualidades é também a docilidade; são extremamente companheiros e ligados aos donos e adaptam-se muito fácil às mudanças, inclusive de clima.

Características físicas: A principal característica é o tamanho e, conseqüentemente, o peso, que pode ultrapassar 10 quilos; um verdadeiro peso-pesado felino. Outra característica peculiar é uma “chilreada” na expressão verbal. São inteligentes e afetuosos, gostam de água (menos no banho) e das alturas. Com as pernas dianteiras mais curtas que as traseiras; são musculosos, têm patas poderosas e rabo entre médio e longo. Quanto à cabeça, tem perfil reto, ou seja, não se pronuncia um focinho exagerado. O nariz deve ser bem largo com um breve afinamento na ponta. Olhos devem ser distantes um do outro e levemente oblíquos;
as orelhas distantes, grandes e voltadas para frente. A pelagem é o diferencial da raça: em princípio, ela tem aspecto de impermeável, o que é natural, já que a raça convive bem com a neve. Entretanto seus pêlos  são absolutamente macios.

 


--------------------------------------------------------------------------------

Sphynx

Histórico: Na década de 60 um misterioso gene mutante apareceu nas ruas de Toronto, Canadá. Numa ninhada, um filhote “pelado” havia nascido e ele, a mãe e outros gatos com mutações que os deixavam sem pêlos foram a base para o desenvolvimento da raça. Para a reprodução foi usado um macho da raça Devon Rex; as ninhadas foram levadas para a Holanda e França. O cruzamento com gatos domésticos e outras raças fortaleceu a genética.

Comportamento: Inteligentes, interagem bem com outros animais e são brincalhões. Se rir é o melhor remédio, você será extremamente saudável se tiver um Sphynx! Carinhosos, afetuosos, adoram ser mimados.

Características físicas: Os famosos “gatos sem pêlo” ou “gatos pelados” possuem pêlos sim, mas tão finos e pequenos que são quase imperceptíveis; trata-se de uma fina penugem na maior parte do corpo. Poucos pêlos presentes na face, pés, cauda e testículos, pele enrugada na cabeça, corpo e patas e uma barriga em formato de pêra. Cabeça média, com orelhas grandes e largas na base, sem pêlos por dentro, podendo ter leve penugem externamente. Olhos grandes, em formato de limão, muito afastados, doces e expressivos.

Cuidados e higiene: Manutenção deve ser feita toda semana: as orelhas precisam ser limpas, unhas cortadas (para evitar que se arranhe) e, o principal, precisa tomar banho. Por não possuir pêlos, seu corpo produz gordura que, se não for removida, marca os móveis e locais onde ele fica.

 

SAIBA MAIS:

 

  • CÃES    F:55 011 9386 8744 
  • GATOS F:55 011 8485 4545
  • GERAL  F:55 011 4684 1047

 

PETCLUBE

Amichettibullys & AMICAT´S Bengal Maine Coon Ragdoll Exótico

Villa Amichetti- Paraíso Ecológico- uma forma sustentável de ConViver.

Rod. Régis Bittencourt, km 334, apenas 40 min. de SP-Juquitiba .

Agende uma agradável visita para adquirir seu filhote e faça belo passeio no santuário ecológico com a  Mata Atlântica  preservada.

 

Comentários   

 
+2 #1 Guest 17-12-2009 15:04
Parabéns, excelente trabalho de divulgação e amor aos amigos de quatro patas!!!!!!!!!
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar